• Please Wait . . .

Posted by : wagner elias 20 junho 2014

  Tá, essa notícia é meio atrasada, mas vou falar assim mesmo, afinal, nossa missão não é trazer novidades, mas opinar sobre elas. Então lá vai mais um concurso de quadrinhos pra deixar você feliz.

  A mostra PUC - Rio já é um evento tradicional desde 1997 trazendo não só exposições de trabalhos de alunos da universidade como também estabelecendo um link entre estudantes e o mundo empresarial, gerando oportunidades de trabalho a alunos de várias instituições, mas claro, favorecendo os da instituição que eles não são nem bestas.
  Esse ano a novidade é o concurso cultural Mostraí, que vai premiar três obras em cada categoria, sendo elas cinema, fotografia e quadrinhos. Os prêmios são de 2 mil, mil e quinhentos reais pra primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente. E os participantes devem estar cursando alguma universidade, seja qual for.
  Bom, pra ser bem sincero, sinto um cheiro de imparcialidade no ar. Tá certo que as inscrições estão abertas para todo o Brasil, mas não acredito que eles vão ligar muito pra isso. Não vou afirmar nada, mas é provável que pelo menos um dos vencedores vai ser "obrigatoriamente" aluno da instituição. Além disso, pode acreditar que outros fatores além da qualidade podem vir a fazer diferença no processo de seleção. Vez por outra sai um concurso desse tipo e, após acompanhar tantos, já notei um ar de favoritismo na maioria deles. Não que eu ache os resultados injustos ou desmerecidos , mas os critérios de seleção parecem, muitas vezes, levar em conta o nome em detrimento da qualidade. Não sei se tô sendo conspirativo, mas acredito que, no mínimo, usam isso como critério de desempate. Outro fator que vejo ser largamente favorecido no processo de seleção de obras é o conteúdo filosófico ou poético não só no roteiro como na arte. Ou seja, quadrinhos de puro entretenimento ou que não possuam um estilo tradicional geralmente são descartados logo de cara, sem ser nem mesmo analisados. Mas, sobre isso, estou preparando uma matéria específica.
  Dito isso, vão aí algumas dicas pra quem quer participar desse concurso:
  1- Faça seu nome.
  Essa é uma dica retroativa, já que é meio difícil de ser aplicada no concurso a essa altura do campeonato, mas vale lembrar até pra outros concursos posteriores. Tenha em mente que os jurados vão ter uma ruma de obras em mãos pra avaliar. Obras talvez tão boas ou melhores que as suas, o que torna muito difícil o processo de seleção. Os critérios usados por eles, segundo o edital, serão baseados nos quesitos estético, técnico, artístico e conteúdo. Mesmo assim, porém, é razoável acreditar que só esses critérios não venham a ser suficientes em alguns casos. Então o cara provavelmente vai querer conhecer melhor o seu trabalho pra ter uma visão mais panorâmica e assim poder julgar melhor entre você e um rival páreo. E mesmo que ele não faça isso (não posso ter certeza de nada), caso seu nome tenha uma certa relevância, talvez ele lembre de você. A falta de um blog, site ou qualquer outro meio pelo qual seu trabalho já seja divulgado, pode ser um diferencial na decisão final. O ideal é que você possua não só trabalhos publicados , mas um público que o aprecie. Esses fatores não devem ser determinantes numa avaliação, mas com certeza são relevantes.
  É importante lembrar que o objetivo do concurso é revelar novos talentos, e não premiar profissionais. Portanto, as dicas que dei aqui devem levar isso em conta.
2- Adapte-se   Alguns concursos preferem deixar o tem livre, mas em concursos de cunho cultural, geralmente se estabelece um tema específico que tenha a ver com a proposta do evento. No caso do Mostraí da Mostra PUC desse ano, o tema é "Compromisso com Relações Mais Humanas". Você já sabe o tema. Siga-o. Não tente nem permita-se fugir disso. Talvez alguém tenha lido apenas o início dessa matéria e logo lembrou daquela história superlegal que já tá pronta, só esperando uma oportunidade, entrou no site, preencheu a ficha de inscrição e, no ápice da empolgação, enviou um trabalho genial, mas que não tem absolutamente nada a ver com o tema proposto. Ou talvez alguém tenha lido um pouco além e percebeu que há um tema estabelecido e que deve ser seguido. Ele então elabora uma ideia com o tema em mente, porém, traído pela falta de entendimento, acaba fugindo do real significado do tema. Então, se você não entende o que são relações humanas, ou a estrutura da frase que compõe o tema lhe parece ambíguo ou confuso, informe-se, pesquise, e só comece a elaborar a ideia quando tiver pleno entendimento do que foi proposto. Pra ajudar veja o que disse o coordenador da CCESP, André Lacombe, sobre a relação entre o tema do evento e o concurso em entrevista ao PUC Urgente:

"O tema surgiu em uma conversa entre mim, o Reitor padre Josafá e o Vice-Reitor Comunitário, Augusto Sampaio. O Reitor comentou que, na nossa sociedade e no mundo, falta um pouco de comprometimento. Diante disso, surgiu a ideia de passar essa mensagem de uma forma mais clara para os estudantes, professores e para a Universidade, à medida que eles se comprometam a buscar uma sociedade melhor. Como a ideia do comprometimento gera várias interpretações, tentamos adaptá-la à Universidade. Com isso, surgiu o tema Compromisso com Relações Mais Humanas."
3- Leia o edital
  É nele que você vai ver os critérios a serem seguidos, seus direitos e obrigações como participante, as condições dispostas, enfim, é através do edital que você ficará por dentro de todos os pormenores do concurso. Não lê-lo pode lhe trazer problemas decisivos no final. Por exemplo, algo que pode passar despercebido é o formato para a segunda etapa do concurso. Segundo o edital, caso você seja selecionado para essa etapa, deverá enviar uma cópia impressa em formato A2, em folha de papel pluma. Caso você tenha lido o edital, ficará sabendo disso de antemão e poderá tomar providências com antecedência.
4- Organize-se
  Já imaginou se você tem um trabalho danado e no final não consegue terminar a tempo? É, isso já aconteceu comigo. Pra evitar esse tipo de situação é bom montar um cronograma realista levando em conta seu tempo disponível e a possibilidade de imprevistos que irão surgir no caminho. É preciso portanto seguir o programa e não deixar tudo pra última hora.  Sobre isso eu não sou lá um exemplo a ser seguido, portanto não vou falar muito, mas se você quiser dicas preciosas para programar seu tempo veja a matéria publicada  pelo organizado autor de Egoman, que nunca atrasa um capítulo, clicando neste LINK.
  Enfim, o post acabou ficando maior do que eu esperava, mas tudo bem. Se for servir pra alguma coisa na sua vida, já ficamos satisfeitos. Sim, estou bajulando você pra visitar o blog mais vezes.

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Bem Vindo

Dracomics Shonen

Dracomics Shonen
Compre agora

Cellatrix

Cellatrix
Leia o novo oneshot do grupo Gibitales!

Leia

Parceiros

Quantas pessoas perderam tempo acessando essa página

Gostei

Seguidores

O que rola no Catarse

Muita gente viu isso aqui:

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © Gibitales -Robotic Notes- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -